RESENHA DO FILME: À PROCURA DA FELICIDADE

0
5

 

O filme, À Procura da Felicidade, conta a história de Chris Gardner, e é simplesmente imperdível.

Além da incrível e nesse país, não que as pessoas a procuram, mais as circunstâncias são outras na nossa nação.

A resenha crítica do filme: À Procura da Felicidade, estrelado em 2006, com direção de Gabriele Muccino e tocante interpretação de Will Smith, a mensagem do filme é excelente, e é um estilo de vida que esta em falta roteiro de Steve Conrad, protagonizado pelo ator Will Smith, no papel de Chis Gardner e seu filho Chistopher (Jaden Smith) fala sobre a luta incessante de um homem batalhador, pai e esposo dedicado, mas apesar de todo seu empenho, não consegue superar os problemas financeiros. Na tentativa desesperada de não deixar sua família passar por necessidades, arruma um emprego que, além de não ser muito rentável, o coloca em uma situação ainda pior.

Em meio a todos os desafios, Chris espera o apoio da esposa (Thandie Newton), que é extremamente exigente, e já cansada dos insucessos do marido, decide abandoná-lo e também o filho Christopher (Jaden Smith) de apenas cinco anos. Apesar de todos os desafios, Chris não desiste e acaba conseguindo um estágio voluntário numa grande empresa. Dedica-se ao máximo, na esperança de que, passado o período de estágio, consiga uma vaga como empregado contratado. Enquanto isso, seus problemas financeiros não param de aparecer, e, junto com o filho, Chris acaba sendo despejado, tendo que dormir em estações de trens, e em um abrigo para sem-teto ou mesmo em banheiros públicos. É interessante frisar o papel do seu filho na trama, que não deixa de acreditar no pai.

Acredito que esse filme seja muito utilizado em reuniões empresariais, aulas de empreendedorismo, com o intuito de ensinar, motivar, ajudar a crescer, não só financeiramente, mas em relação á visão de mundo, e muitas vezes tão deturpada pelos meios de comunicação e por vivências diárias pelas quais passamos.

Entre as várias cenas, uma que não se pode deixar de comentar, como a do filho jogando basquete com ele e sonhando em ser profissional, Chris simplesmente o desestimula. Percebendo a contradição com o que tem buscado, percebe a tristeza do filho e rapidamente corrige a sua fala negativa, pedindo que o filho nunca deixe que ninguém diga que ele não pode nem mesmo o seu pai. Cena essencial na visão empresarial define o papel de quem produz e de quem lidera, e na vida de que somos capazes, temos potencial para vencermos.

O filme apresenta um grande

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.