Conquista ou Descobrimento: a visão eurocêntrica da História

0
30

 

Conquista ou Descobrimento

Do século XV ao XVIII, os europeus deixaram as fronteiras de seu continente e expandiram-se pelo mundo. África, Ásia e América foram objetos da conquista e exploração europeias. Quais as consequências dessas expansões marítima e comercial?

Durante muito tempo, a historiografia tradicional expôs apenas os aspectos positivos dessa questão: as glórias, os benefícios e o progresso para o mundo. Transmitia uma visão heróica dos feitos do europeu conquistador.

Aliás, o próprio termo conquista quase foi banido da História. Em seu lugar, utilizava-se a expressão do descobrimento: descobrimento da América, descobrimento do Brasil. Essa substituição de palavras tem raízes antigas. Já em 1556 havia determinações do rei da Espanha proibindo o uso da palavra conquista e propondo a utilização do termo descobrimento. Não se trata de mera preferência por palavras. O termo conquista preserva na memória a existência de uma guerra entre os conquistadores (os vencedores) e os conquistados (os vencidos).

No caso de toda a América – o Brasil inclusive – devemos insistir na palavra conquista. Assim, analisaremos as consequências desse processo, tanto sob a ótica do europeu quanto dos povos pré-colombianos. Vencedores e vencidos: as duas faces da moeda da história.