More

    Resenha do Livro “ensino: as abordagens do processo”

    Resenha do livro “ensino: as abordagens do processo”

    Na obra “Ensino: As abordagens do Processo”, a autora Maria da Graça Nicoletti Mizukami estuda os aspectos sociológicos, psicológicos e filosóficos das principais linhas pedagógicas.
    De acordo com Mizukami (1986), algumas abordagens apresentam claro referencial filosófico e psicológico, ao passo que outras são intuitivas ou fundamentadas na prática, ou na imitação de modelos.

    Abordagem tradicionalista:

    No primeiro capitulo a autora apresenta a abordagem tradicional, o aluno, na concepção tradicional, é considerado como homem acabado, “pronto” e o aluno um “adulto em miniatura”, que precisa ser atualizado. O ensino será centrado no professor. O aluno apenas executa prescrições que lhe são fixadas por autoridades exteriores. Evidencia-se o caráter cumulativo do conhecimento humano, adquirido pelo indivíduo por meio de transmissão, de onde se supõe o papel importante da educação formal e da instituição escola. Atribui-se ao sujeito um papel insignificante na elaboração e aquisição do conhecimento.
    O processo de ensino-aprendizagem a ênfase é dada às situações de sala de aula, onde os alunos são “instruídos” e “ensinados” pelo
    professor. Os conteúdos e as informações têm de ser adquiridos , os modelos imitados.
    A relação professor-aluno é vertical, sendo que ( o professor ) detém o poder decisório quanto a metodologia, conteúdo, avaliação, forma de interação na aula etc.
    A metodologia é baseada na aulaexpositiva e nas demonstrações do professor a classe , tomada quase como auditório .O professor já traz o conteúdo pronto e o aluno se limita exclusivamente a escutá-lo a didática profissional quase que poderia ser resumida em dar a lição e tomar a lição . A avaliação visa a exatidão da reprodução do conteúdo comunicado em sala de aula .

    Abordagem Comportamentalista

    Os comportamentalistas consideram a experiência ou a experimentação planejada como a base do conhecimento, o conhecimento é o resultado direto da experiência. A educação deverá transmitir conhecimentos , assim como comportamentos éticos ,práticas
    sociais , habilidades consideradas básicas para a manipulação e controle do mundo ambiente. A escola é considerada e aceita como uma agência educacional que deverá adotar forma peculiar de controle, de acordo com os comportamentos que pretende instalar e manter.
    A deverá adotar forma peculiar de controle, de acordo com os comportamentos que pretende instalar e manter.O processo de ensino-aprendizagem é tido como uma mudança relativamente permanente em uma tendência comportamental e ou na vida mental do indivíduo , resultantes de uma prática reforçada .
    Aos educandos caberia o controle do processo de aprendizagem , , o professor teria a responsabilidade de planejar e desenvolver o sistema de ensino-aprendizado, de forma tal que o desempenho do aluno seja maximizado.
    Nessa abordagem , se incluem na metodologia tantoa aplicação da tecnologia educacional e estratégias de ensino , quanto formas de reforço no relacionamento professor-aluno. Partindo do pressuposto de que o aluno progride em seu ritmo próprio , em pequenos passos , sem cometer erros , a avaliação consiste , nesta abordagem , em se constatar se o aluno aprendeu e atingiu os objetivos propostos quando o programa foi conduzido até o final de forma adequada.

    Abordagem Humanista

    Nesta abordagem é dada a ênfase no papel do sujeito como principal elaborador do conhecimento humano. O professor em si não transmite o conteúdo, dá assistência sendo facilitador da aprendizagem. O conteúdo advém das próprias experiências do aluno o professor não ensina: apenas cria condições para que os alunos aprendam. A educação é centrada no individuo. A escola será uma escola que respeite a criança tal qual é , que ofereça condições para que ela possa desenvolver-se em seu processo possibilitando a autonomia do aluno.
    O processo de ensino irá depender do professor, como ele se relaciona com o aluno. Assume a função de facilitador da aprendizagem e nesse clima entrará em contato com problemas do estudante. Isso implica que o professor deva aceitar o aluno tal como é e compreender os sentimentos que ele possui. O aluno deve responsabilizar-se pelos objetivos referentes a aprendizagem que tem significado para eles .
    Não se enfatiza técnica ou método para facilitar a aprendizagem. Cada educadoreficiente deve elaborar a sua forma de facilitar a aprendizagem no que se refere ao que ocorre em sala de aula é a ênfase atribuída a relação pedagógica, a um clima favorável ao desenvolvimento das pessoas que possibilite liberdade para aprender. Os procedimentos regulatórios se dão por autoavaliação, já que somente o aluno pode conhecer realmente sua experiência.

    Abordagem Cognitivista

    O conhecimento é considerado como uma construção contínua. A passagem de um estado de desenvolvimento para o seguinte é sempre caracterizada por formação de novas estruturas que não existiam anteriormente no indivíduo.
    O processo educacional, consoante a teoria de desenvolvimento e conhecimento, tem um papel importante, ao provocar situações que sejam desequilibradoras para o aluno, desequilíbrios esses adequados ao nível de desenvolvimento em que a criança vive intensamente ( intelectual e afetivamente ) cada etapa de seu desenvolvimento.
    O processo educacional, tem um papel importante , ao provocar situações que sejam desequilibradoras para o aluno , desequilíbrios adequados ao nível de desenvolvimento em que a criança vive intensamente ( intelectual e afetivamente ) cada etapa de seu desenvolvimento .
    Na relação professor-aluno se dá um sentido de um transmissor e um receptor de informação. Caberá ao professor criar situações, propiciando condições onde possam se estabelecer reciprocidade intelectual e cooperação ao Uma das implicaçõesfundamentais é a de que a inteligência se constrói a partir da troca do organismo como o meio, por meio das ações do indivíduo. A ação do indivíduo, é centro do processo e o fator social ou educativo constitui uma condição de desenvolvimento. A avaliação terá de ser realizada a partir de parâmetros extraídos da própria teoria e implicará verificar se o aluno já adquiriu noções, conservações, realizou operações, relações etc.

    Abordagem Sócio-Cultural

    O homem está inserido no contexto histórico. O homem é sujeito da educação, onde a ação educativa promove o próprio indivíduo, como sendo único dentro de uma sociedade/ambiente. Toda ação educativa, para que seja válida, deve, necessariamente, ser precedida tanto de uma
    reflexão sobre o homem como de uma análise do meio de vida desse homem concreto, a quem se quer ajudar para que se eduque.
    A escola deve ser um local onde seja possível o crescimento mútuo, do professor e dos alunos. Em relação à ensino-aprendizagem procura a superação da relação opressor-oprimido.
    A relação professor-aluno é horizontal o professor empenhado na prática transformadora procurará desmitificar e questionar, junto com o aluno.

    As abordagens do Processo Ensino-Aprendizagem e o professor.

    A partir de análises feitas sobre as diferentes abordagens do processo ensino-aprendizagem pôde-se constatar que certas linhas teóricas são mais explicativas sobre alguns aspectos em relação a outros,percebendo-se assim a possibilidade de articulação das diversas propostas de explicação do fenômeno educacional.
    É discutida uma forma de aproximar cada vez mais as opções teóricas existentes analisando e discutindo as vivências na prática e à partir da prática, se pudesse discutir e criticar as opções teóricas confrontando com a mesma prática. É tentar criar teorias através da prática, analisando o cotidiano e questionando, evitando-se assim a utilização de “receituários” pedagógicos, que é o que a autora chama de seguir cegamente a teoria ignorando a prática.
    Alguns dados revelam que são preferidas pelos professores as abordagens cognitivista e sócio-cultural deixando as abordagens tradicional e comportamentalista em segundo plano . E também que a abordagem que mais faz sucesso neste momento histórico é a cognitivista.
    De todas as abordagens analisadas obteve-se quase plenamente preferência dos professores pela abordagem cognitivista por que esta abordagem se baseia numa teoria de desenvolvimento em grande parte válida, e também a abordagem sócio-cultural que complementa o desenvolvimento humano e genético com aspectos sócio-culturais e personalistas. Sendo que a abordagem sócio-cultural está impregnada de aspectos humanistas característicos das primeiras obras de Paulo Freire.
    O ideário pedagógico de alguns professores não segue nenhuma das abordagens, e são classificados como tendência indefinida dentre as demais abordagens.

    Latest articles

    Diego Maradona

    Função

    Custos – Contabilidade

    Trabalhos Relacionados