- Anúncio -

Gestão de pessoas por meio do mapeamento de perfil comportamental 

O surgimento e ascensão da própria gestão de pessoas em si, já foi um marco para o trabalho dos RH. Toda essa tendência serviu para mudar a forma com que esses profissionais enxergam os colaboradores em geral e também para mudar a forma como os gestores e líderes entendem seus funcionários.

A gestão de pessoas otimizou, e muito, todo o mercado nos últimos anos. A mudança no modo de enxergar o capital humano dentro das empresas, serviu para prever e até mesmo conter gastos considerados normais, mas que, na realidade, são extremamente desnecessários para os negócios como um todo.

Junto com todas as possibilidades que essa maneira de gerir trouxe para o mercado, surgiram ainda ferramentas e alternativas para garantir ainda mais a efetividade desse tipo de gestão.

- Continua abaixo -

Como a gestão de pessoas é um processo baseado no capital de maior valor dentro das empresas, o RH deve conhecer muito bem quem são as pessoas que compõem a organização. Por esse motivo, a aplicação do mapeamento do perfil comportamental nos mais diversos setores, é um grande auxílio para esses profissionais.

O ser humano é complexo e muito diferente entre si. Muitas vezes, lidar com essas diferenças é o maior desafio do departamento de RH ao implementar uma gestão de pessoas.

- Anúncio -

Por isso, o mapeamento de perfil comportamental facilita e garante um trabalho de maior qualidade em todo o caminho a ser percorrido.

Processos seletivos on-line

Mais do que apenas enviar e receber currículos pela internet, esse meio tem oferecido outras possibilidades para os processos seletivos das empresas. Quando esse método é utilizado com sabedoria, todo o processo seletivo se torna mais ágil, econômico e eficaz.

Antigamente, o departamento de RH divulgava a vaga em aberto da forma mais interessante para encontrar seus candidatos, recebia os currículos e fazia entrevistas.

Nos dias atuais, é possível divulgar vagas por meio das redes sociais, fazer um pré recrutamento através das páginas de Trabalhe Conosco, uma primeira triagem dos candidatos através de currículos recebidos, formulários e também testes comportamentais e, só depois de tudo isso, partir para etapas finais como entrevistas e dinâmicas em grupo.

Pela quantidade de coisas dentro de todo o processo de recrutamento que foi falado aí em cima, pode parecer que tudo isso demora muito tempo. Porém, na realidade, essas etapas podem acontecer de forma muito mais rápida do que acontecia antes, exatamente por conta de toda a triagem que é feita de maneira online.

Obviamente, o que foi citado acima é apenas um exemplo e existem diversas outras possibilidades de se realizar processos seletivos on-line. O primeiro passo é pesquisar sobre as diferentes maneiras e tentar encontrar um que se adeque mais à realidade da sua empresa.

Integração do RH com outros setores da empresa

Uma das mudanças mais importantes que ocorreu dentro do departamento de Recursos Humanos foi a forma como esse departamento estava inserido dentro de uma organização.

Demorou bastante tempo para que os gestores entendessem que o RH de uma empresa é um setor muito fluido e que, para funcionar da maneira mais satisfatória, ele deve estar em constante contato com os demais setores.

Todas as mudanças no RH que ocorreram nos últimos anos, deixam evidente a maior valorização do capital humano por parte das empresas. O departamento de Recursos Humanos deixou de lado o operacional e passou a focar também em pessoas e comportamentos.

Como sabemos que todos os setores de todas as empresas necessitam do capital humano para manter o seu funcionamento, sempre haverá espaço para o RH nesse quesito. Por esse motivo, o relacionamento dos Recursos Humanos com os demais setores, é sempre essencial.

Para você ter uma ideia, o departamento de RH pode se integrar até mesmo com o financeiro de uma organização. Isso acontece porque um RH estratégico enxerga que é capaz de gerar capital financeiro através de uma boa gestão e, por isso, o setor financeiro da empresa não pode ficar de fora.

Você está pronto para transformar e promover mudanças no RH da sua empresa? Leia o nosso e-book e aprenda “Como aumentar resultados identificando o perfil dos colaboradores” e saiba como colocar em prática essas mudanças!

O futuro do RH

Este novo momento vivido pelos profissionais de Gestão de Pessoas é apenas o primeiro passo para o futuro do RH, e tudo começa pela saída deste profissional dos processos estritamente operacionais para uma crescente atuação na gestão estratégica. Nesse sentido, as operações passam a ser automatizadas, o que confere mais tempo aos profissionais, segurança e confiabilidade das informações.

Automatizar rotinas, exige investir em tecnologias e adaptar processos para tornar a execução ágil. Além disso, outra mudança é a descentralização da informação, na qual as lideranças não dependem mais do RH, podendo acessar os dados livremente, baseando-se em informações reais e atualizadas para a tomada de decisão.

O RH irá atuar cada vez mais presente à mesa da diretoria e será incubido de conhecer as estratégias da corporação, promover ações, treinamentos, capacitações e contratações a fim de alcançar estes objetivos. Sendo assim, passa a trabalhar de forma estratégica e alinhada com as metas do negócio.

Por exemplo, se a empresa tem intenção de dobrar de tamanho (tanto em pessoal quanto ter um ganho significativo em faturamento), o RH precisará atuar focado no sentido de contratar talentos alinhados com a cultura da corporação e treiná-los adequadamente para que em pouco tempo possam produzir e entregar resultados significativos.

O futuro do RH exige uma área de gestão de pessoal muito mais analítica e estratégica. A tomada de decisão deve ser baseada em dados concretos e reais, ao mesmo tempo em que analisa o Retorno sobre o Investimento (ROI) das suas ações. Afinal, o planejamento da área deve ser desenvolvido fundamentado em dados sólidos e constantemente avaliados, para que haja a certeza de que caminha na direção certa e está alinhado com o negócio.

Transformação Digital e os novos Modelos de Negócio

“Surfar na onda” da Transformação Digital e levar a sua empresa para outro patamar requer mudanças significativas na corporação. Além do impacto na gestão de pessoas, cultura e descentralização da informação, o futuro do RH ainda faz surgir a necessidade de metamorfosear o modelo de negócio da corporação.

É importante deixar claro que não necessariamente sua empresa vai mudar radicalmente o modelo de negócio que tem hoje, mas possivelmente com o passar do tempo irá agregar outros modelos, fazendo assim uma mescla. Ainda, o modelo (ou os modelos combinados) da empresa “A” não necessariamente serão os ideais para as empresas “B” e “C”. Cada instituição deve encontrar o próprio equilíbrio.

Mas por que a minha empresa deve se preocupar com isso? Bom, a resposta é simples e embasada pelo estudo “Exploring Strategic Risk” realizado pela Deloitte, que aponta que “53% dos CEOs acreditam que novos modelos de negócios, possibilitados por novas tecnologias, serão o maior risco estratégico nos próximos anos”. Para poder superar esse risco, é necessário que as empresas passem a contar com uma estratégia digital adequada, bem como com pessoas, tecnologias e processos que possibilitem colocar essa estratégia em prática.

Contar com tecnologias que agreguem capacidade digital às empresas é essencial para dar início a transformação. Se não, torna-se complexo (para não dizer praticamente impossível) estar a frente do seu tempo e da concorrência. Dispor de uma infraestrutura correta para essa transformação também é essencial!

Mas como implementar uma estratégia digital?

Empresas como Facebook, Google, Uber, Netflix e Nubank estão revolucionando o modo como nos relacionamos, consumimos informação, transitamos nas cidades, assistimos filmes e utilizamos serviços financeiros. A sua empresa pode optar por ver como as empresas inovadoras e disruptivas estão evoluindo e buscar formas de levar o seu negócio a outro patamar. É preciso olhar além e contar com tecnologias e parceiros que também caminhem nesta direção.

Implementar uma estratégia digital não é fácil. Mas existem alguns questionamentos que podem nortear essa transformação na corporação:

Como e até que ponto os produtos físicos podem se adaptar ao digital?

A empresa é uma retardatária ou é inovadora? Nesta escala entre um extremo e outro, em que momento a companhia se encontra?

As pessoas estão capacitadas e existe uma estratégia na direção, abrangência e velocidade necessária para permitir que ocorra a transformação de forma sustentável na empresa?

Essa mudança de modelo de negócio também vai impactar no modelo de operação da empresa, proposta de valor e na relação empresa-colaboradores. No futuro do rh, as empresas buscam novas formas de valorizar as pessoas, premiar bons resultados, dar mais liberdade para criarem, inovarem e se auto gerirem.

Conclusão

A transformação digital é um movimento que está acontecendo no mundo todo e em diferentes setores da sociedade. Nos negócios, o futuro do RH não poderia ser diferente. É claro que cabe a cada departamento da empresa, especialmente o de gestão de pessoas, olhar para este cenário e se atualizar frente às mudanças que estão acontecendo cada vez mais rápido.

Estar atento ao que acontece, investir em tecnologias que tragam mais resultados à corporação e promovam a inovação, levam as empresas a frente do seu tempo, tornando-as mais e mais competitivas. O mais importante é destacar que neste movimento de Transformação Digital não existe uma receita pronta para aplicar nas empresas.

Cada um precisa olhar para o seu negócio, seus produtos e identificar os pontos que podem ser fortalecidos e possam conviver em equilíbrio com o digital. Ao mesmo tempo, redesenhar estratégias, rever o modelo de negócio, revisitar a cultura e iniciar a mudança de “mindset” das pessoas e da corporação.

E você, já está preparado para as mudanças advindas das tecnologias? O futuro do RH já começou! Conte para a gente nos comentários quais serão seus próximos passos.

Empoderamento do RH, líderes e colaboradores

A Transformação Digital tem impulsionado um outro movimento dentro das empresas que impacta todos os níveis hierárquicos: o empoderamento das pessoas. A utilização das tecnologias digitais tornou fácil o acesso à informação, descentralizando a gestão do RH e permitindo assim o empoderamento dos líderes para gerir as pessoas e tomar decisões.

Quando todos os níveis da corporação têm acesso a informações vivas e eficazes, passam a ter o subsídio para serem inovadores, atuarem de forma estratégica e se tornarem bem-sucedidas nos desafios, tomando as decisões assertivas.

Por outro lado, o digital tem impactado diretamente em como o RH atua, especialmente quando se trata de contratação de talentos. As redes sociais, ferramentas de contratação e a internet têm reduzido significativamente as barreiras geográficas, permitindo flexibilizar a forma de atrair, conquistar e manter talentos.

Ao mesmo tempo, o RH ganha espaço para pensar proativamente nos colaboradores, planejando ações estratégicas e transformando o ambiente de trabalho para o bem estar das pessoas.

Outro ponto positivo é o uso da tecnologia para melhorar o desempenho dos funcionários. Como? Ferramentas que permitam gerir de forma eficiente as atividades, a produtividade e que deem subsídios para que os colaboradores possam ser criativos, inovadores e implementar mudanças são impulsionadores dos resultados.

- Anúncio -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.