édouard manet

0
179

Quem foi
• Nasceu em 25 de janeiro de 1832 e morreu em 30 de
abril de 1883(Paris).
• Édouard Manet foi um pintor,um artista
gráfco francês,e uma das fguras mais importantes da
arte do século XIX.
• Muitas vezes relacionado aos impressionistas,
produziu telas com um
estilo marcante,com
novos temas e
técnicas que
desafaram a
sociedade da época.
Caracteristicas
• Manet era criticado pelos temas escolhidos e
também pela técnica usada, desviando – se das
regras acadêmicas.
• Prefere os jogos de luz e sombra aos tons fortes
usados na nova estética impressionista, dando assim
ao nu a sua crueza e verdade.
• Os seus temas passaram a traduzir a vida da época.
Primeiros Anos

• Filho de Auguste Manet,um funcionário do
Ministério da Justiça e descendia de uma ilustre
família burguesa da capital francesa,
e Eugenie Desiree-Fournier
( Sra Manet)
que era flha de um
diplomata francês na
Suécia.
•  Manet tinha dois irmãos
mais novos: Eugène
e Gustave.

• Manet pode descobrir o mundo artístico graças a um
tio, o capitãoÉdouard Fournier, que levava Édouard e
seu irmão Eugène às galerias do Museu do
Louvre para admirar os grandes mestres.

• Aos 12 anos, Édouard foi enviado ao colégio Rollin.
Foi considerado pouco aplicado e um pouco
insolente.
• Os péssimos resultados obtidos por Édouard na
escola fzeram sua família repensar em suas
ambições,a família queria que Manet estudasse
direito.
• Cientes que Édouard não tinha vocação para uma
carreira jurídica seus pais não se opuseram ao seu
desejo de tornar-se marinheiro. O primeiro fracasso
ao tentar entrar na Escola Naval fez com que
Édouard só entrasse para carreira de uma maneira
menos nobre: pelo trabalho.

• Em dezembro de 1848, Édouard embarcaria no
barco-escola “Havre et Guadeloupe” para
o Brasil como um simples marinheiro.
• O navio chegou ao Rio de Janeiro em 05 de fevereiro
de 1849.
• O ajudante de camareiro de 17 anos recebe do
comandante pinceis e tintas para pintar as despensas
do navio. “Foi a primeira vez que lidei com tintas”,
recordou Manet anos depois.
• Se esta experiência não confrmou que Édouard não
tinha vocação para a marinha lhe trouxe uma grande
experiência.

• Foi no Brasil que ele desenvolveu um certo gosto pelo
exótico, pelas mulheres e desenvolveu uma repulsa ao
escravismo.
• Traços marcantes (alteração depintura)-luminosidade
da baia de Guanabara.
• De volta a França em junho
de 1849, Manet
novamente fracassaria
ao tentar entrar
para Escola Naval.

Estudos de Arte
• Manet estudou no atelier do pintor e mestre Thomas
Couture.
• Durante seis anos, Manet procurou
aprender as bases técnicas
da pintura e fez
cópias de obras
expostas no Louvre.

• Manet completou seu aprendizado viajando e
conhecendo museus de outros países europeus
(Itália, Holanda, Alemanha, Áustria e outros).
• Em uma das viagens à Itália, Manet copiaria “Vênus
de Urbino” de Ticiano que seria sua inspiração para
fazer anos depois “Olympia”.

• Em 1852,Manet teve um
flho ilegítimo com
Suzanne Leenhoff.
Suzanne tinha origem
holandesa e era
professora de piano.

• No ano de 1856, Manet
deixou o atelier de Couture
por divergências artísticas.
Segundo Couture, Manet não
tinha tons intermediários
entre a luz a e sombra. Para
Manet, esses tons
intermediários debilitavam a
sombra e a luz, portanto ele
acabava usando cores quase
puras.
• Produziu a obra “O Bebedor
de Absinto” (1858/1859).

Período Hispânico

O Bebedor de Absinto
• Em 1860, o “O Bebedor de Absinto” foi recusado
pelo Salão dos Artistas Franceses, que acharam o
quadro abaixo dos padrões exigidos, pois violava
alguns princípios estéticos.
• Mais de 60% dos quadrostinham sido recusados, o
que provocou uma reação dos artistas.

• No Salão de 1861, o “Cantor Espanhol” obteve
menção honrosa e em 1862, a “Lola de Valencia” foi
aceita, pois se apresentava dentro das normas
clássicas.
• Estes dois últimos expostos no Salão dos
Recusados de 1863. Seu período hispânico era
influenciado pelas obras de Diego Velázquez.

• Em 1863, Édouard Manet provoca mais uma
discussão com a obra “Almoço na Relva”.
• A obra foi exposta no “Salão dos Recusados”, que
abriria caminho, anos depois, para os rebeldes
impressionistas.

• O quadro “O Cantor Espanhol” foi seu primeiro
quadro exposto ao Salão de Paris em 1861 junto a
obra “Retrato de Sr. e Sra. Auguste Manet” (um
retrato de seus pais).

Glória e Escândalos

•  Quando começou a fazer sucesso foi prontamente
aceito em círculos de intelectuais e aristocratas
parisienses. Frequentava assiduamente os Jardins
das Tulherias, local que serviu de inspiração para a
obra A música na Tulherias de 1862.
• A obra A música na Tulherias marca o seu
rompimento com o realismo em sua primeira obra
impressionista.

• A partir de 1863 surgiu o Salão dos Recusados, onde
quadros que não entravam no salão ofcial poderiam
ser expostos ali. Manet expôs neste salão de 1863
três quadros: “Victorine Mereunt em costume detoureiro”, “Rapaz em costume espanhol” e “Almoço
na relva”.

• O quadro “Almoço na Relva” foi um escândalo para a
época pela nudez que alguns acharam vulgar, ele
trazia dois homens vestidos e uma mulher nua.
Suzanne Leenhoff (sua mulher) e Victorine Meurent
(sua modelo preferida) posaram para a composição
da mulher nua, sendo o corpo de Suzanne e o rosto
de Victorine.

• “Olympia”, pintada em 1863 mas só apresentada ao
público em 1865, causou reações contrárias mais
fortes do que “Almoço na relva”.

• Neste mesmo ano o pai de Manet morreria e ele
acabaria se casando com Suzanne Leenhoff pouco
após a morte dele. Suzanne foi retratada em muitos
quadros de Manet entre eles:

A ninfa surpresa (de 1861)

A leitura (de 1865)

Suzanne Manet em seu
piano (de 1867)

• Manet tinha tido um flho com Suzanne, Léon
Leenhoff, mas jamais reconheceu sua paternidade.
Léon também posaria para vários quadros entre sua
infância e adolescência, entre eles “As bolas de
sabão” (de 1867) e “O Almoço no Ateliê” (de 1868).

• Em 1866, Monet produziu o
“Tocador de Pífaro”,
recusada pelo Salão
daquele ano. No ano
seguinte, 1867, após ser
excluído do Salão
Internacional, promoveu
com seu próprio dinheiro
uma exposição de suas
obras, mas, sem sucesso de
público.

• No mesmo ano ele pintou A Execução deMaximiliano, uma obra de indignação em relação à
morte de Maximiliano de Habsburgo abandonada no
México.

• Em 1868, Manet entraria para o Salão Ofcial
com “Retrato de Émile Zola” e “Mulher com
papagaio”.

• No salão de 1869, colocou duas obras no Salão
Ofcial: “O balcão” e “Almoço no Ateliê”.

• Em 1870, com a guerra franco-prussiana, Manet
levou sua família a fronteira da Espanha e alistou-se
na Guarda Nacional.
• Ele passou o ano de 1874 em Bennevilliers perto de
Argenteuil onde seus
amigos Monet e Renoir estavam na maior parte do
tempo pintando ao ar livre.
• Ao visitar Monet em Argenteuil, Manet e ele sairam
de barco pelo rio Sena para pintar. Desta época
entrou para o salão de 1875 seu quadro “Monet em
seu barco estúdio”. Em 1876, Manet faria uma
exposição particular com muito sucesso.

Monet em seu barco estúdio

• No ano de 1881, Manet ganharia o direito de
participar permanentemente do Salão Ofcial sem
julgamento prévio. Em 1882 Manet apresentou seu
último quadro pintado “Bar em Folies-Bergère” no
Salão de Paris.

Morte
• Manet contraiu síflis o
que lhe causou muitas
dores e paralisia parcial.
Em 1883, Manet tem a
perna esquerda
amputada devido
a gangrena e morreu dias
após. Faleceu no dia 30
de abril de 1883, aos 51
anos, está enterrado
no Cemitério de
Passy em Paris.