Na Natureza existem, actualmente, 4 tipos de forças essenciais e que regem toda a física do mundo que conhecemos, no entanto, todas elas têm as suas próprias leis e actuam segundo determinadas condições.

Estas forças podem ser caracterizadas segundo a sua intensidade e também pela distância a que actuam, sendo assim temos o esquema seguinte que ilustra isso mesmo.

  • Gravitacional
    Intensidade:  10^{-38}
    Alcance: Infinito
    Mediador: Possivelmente o gravitão
  • Nuclear Fraca
    Intensidade:  10^{-6}
    Alcance:  10^{-16}m
    Mediador:  W^+ ou W^- ou Z^0
  • Electromagnética
    Intensidade:  10^{-2}
    Alcance: Infinito
    Mediador: Fotão
  • Nuclear Forte
    Intensidade:  10^1
    Alcance:   10^{-15}m
    Mediador: Gluão

A intensidade traduz a força relativa entre dois protões no núcleo que estão a interactuar.

No entanto, ainda são feitos esforços para tentar unificar estas quatro forças numa só, pois pretende-se explicar todos os fenómenos com base em uma única explicação (a actuação de um mesmo tipo de força). A mais recente fusão de dois tipos de forças levou à criação da força electromagnética que como o próprio nome indica, resultou da fusão da força eléctrica e magnética aquando da descoberta dos fenómenos associados à indução de campos eléctricos por campos magnéticos e reciprocamente.

Assim sendo temos forças que têm um alcance infinito (exemplo da força gravítica e electromagnética) e algumas que actuam essencialmente ao nível nuclear (forças fraca e forte).