Sapé – Cidade do Abacaxi

0
229

Sapé a terra do Abacaxi

Situada em bela planície, elevada acima do nível do mar cerca de 126,37m, Sapé fora Habitada em tempos pré-coloniais pelos índios potiguares. Naturalmente estava coberta de matas exuberantes, que floresceram até o tempo da devastação, quando se fundaram os engenhos primitivos, os quais se bifurcaram em dois povoados: o de Alagoa Cercada, pertencente ao então Sr. Urbano Guedes e o “Engenho Conceição(outrora denominado Buraco), de propriedade do Senhor Simplício Coelho.

https://www.achetudoeregiao.com.br/pb/sape/gifs/sape1922.jpgSapé 1922

O povoado começou com a Estação da Estrada de ferro Great-Western, a qual foi fundada em 1882. Antes dessa urbana edificação havia um sítio, na época, ocupado pela próspera localidade. Depois de fundada a Estação, o povoado foi se estendendo para leste e oeste, formando assim quase dois bairros conhecidos pelos nomes de Sapé de Baixo e Sapé do Meio, este último, assim denominado em razão de um quase bairro que estava situado mais além com o nome de Sapé de Cima.

A denominação Sapé originou-se da existência de um tipo de capim abundante na região, conhecido pelos indígenas como EÇAPE, o que alumia o caminho, o que dá claridade. Dele se serviam para fazer fachos de iluminar as travessias noturnas. Data a criação do distrito e do município em 7 de março de 1896, com a denominação de Espírito Santo, segundo a Lei Estadual nº 40. A povoação de Cruz do Espírito Santo e a Vila de Pedras de Fogo foram transferidas para o novo município.

Em 1º de dezembro de 1925, por determinação da lei Estadual nº 627 do então Presidente do Estado da Paraíba, Doutor João Suassuna, foi criado o município de Sapé , elevado a categoria de vila. Atualmente compreende ao município, apenas o distrito de Renascença, visto que Sobrado e Riachão do Poço emanciparam-se em 1996.