- Anúncio -

 

Chiquinha Gonzaga

História das marchinhas de carnaval: O auge das marchinhas carnavalescas ocorreu entre as décadas de 30 e 40 do século passado. Todavia, foi somente em 1967 que Zé Kéti, um dos maiores compositores da história do samba, faria o grande sucesso “Máscara negra”, dando nova vida para o gênero.

- Continua abaixo -

História das marchinhas de carnaval:um breve resumo

A primeira marcha foi a composição de 1899 de Chiquinha Gonzaga, intitulada Ó Abre Alas, feita para o cordão carnavalesco Rosa de Ouro. Teve início então a história das marchinhas de carnaval.

- Anúncio -

Um estilo musical importado para o Brasil, descende diretamente das marchas populares portuguesas, partilhando com elas o compasso binário das marchas militares, embora mais acelerado, melodias simples e vivas, e letras picantes, cheias de duplo sentido. Marchas portuguesas faziam grande sucesso no Brasil até 1920.

História do Carnaval

Inicialmente calmas e bucólicas, a partir da segunda década do séc XX as marchinhas passaram a ter seu andamento acelerado, devido a influência da música comercial norte-americana da era jazz-bands.

História das marchinhas de carnaval: Zé Kéti

História das Marchinhas: Zé Kéti

Zé Kéti, ajudou a consagrar o gênero.

A marchinha característica do carnaval brasileiro passou a ser produzida com regularidade no Rio de Janeiro, a partir de composições de 1920.

algumas marchinhas famosas

• A Pipa do Vovô (Manoel Ferreira e Ruth Amaral)
• As Pastorinhas
• As águas vão rolar
• Atrás do trio elétrico
• Aurora (Mário Lago/Roberto Roberti
• Bandeira branca
• Bota camisinha (João Roberto)
• Cabeleira do Zezé (João Roberto Kelly e Roberto Faissal)
• Cachaça não é água (Carmen Costa e Mirabeu Pinheiro)
• Chiquita Bacana (Braguinha/Alberto Ribeiro)
• Linda morena (Lamartine Babo)
• Mamãe eu quero de Vicente Paiva (1937)
• Máscara negra de Zé Keti e Pereira Mattos (1967)
• Me dá um dinheiro aí (Ivan Ferreira, Homero Ferreira e Glauco Ferreira)
• Ó abre alas de Chiquinha Gonzaga (1899)
• O teu cabelo não nega mulata de Lamartine Babo
• Pirata da Perna de Pau de Braguinha
• Saca rolha
• Sassassaricando de Luiz Antônio, Zé Mário e Oldemar Magalhães
• Ta-hí de Joubert de Carvalho (1930)
• Touradas de Madri de Braguinha
• Um pierrô apaixonado
• Yes, nós temos bananas

- Anúncio -