- Anúncio -

 

É provável que os animais tenham se formado a partir de um grupo de protoctistas heterótrofos chamados coanoflagelados. Estes são seres unicelulares cuja morfologia lembra a dos coanócitos, um tipo de célula presente nos poríferos e relacionada com a alimentação. Alguns dos coanoflagelados formam colônias. Pode-se pensar que o precursor dos animais seria parecido com uma dessas colônias.

A partir do ancestral comum a todos os animais relacionados teriam se formado os seguintes três ramos:

  • o das esponjas, que guardam pouca relação com os demais animais;
  • o dos cnidários e outros animais relacionados com estrutura muito sensível, como os ctenóforos ou pentes do mar;
  • os animais restantes, desde os vermes até os vertebrados, com simetria bilateral.

É de supor que os primeiros animais teriam corpo mole, sem conchas ou carapaças. Por isso, é muito difícil encontrar fósseis que nos contem sobre o início dos primeiros passos da evolução dos animais.

Origem e grupo dos animais Origem e grupos principais dos animais. Às vezes, o grupo das esponjas é considerado um subreino, pois guarda pouca relação com o resto dos animais.

- Anúncio -

Entre os primeiros fósseis de animais figura a “fauna de Ediacara“. Trata-se de um conjunto de fósseis de aproximadamente 600 milhões de anos de antiguidade. Ainda que pareça evidente se tratar de animais, não está claro a qual grupo pertencem. Entre eles podem-se identificar alguns similares a cnidários, vermes e artrópodes.

Fósseis da fauna de Ediacara Alguns exemplos de fósseis da fauna de Ediacara.

Na evolução dos animais encontra-se vários marcos importantes; em primeiro lugar, a passagem das esponjas aos cnidários. Estes já apresentam simetria, ainda que radial. Suas células se dispõem formando dois tecidos diferentes, uma epiderme externa e uma gastroderme interna. Entre ambas, dispõe-se uma camada gelatinosa. Têm, além disso, uma rede nervosa difusa.

Outro marco significativo foi o surgimento dos primeiros vermes achatados, com simetria bilateral e uma terceira camada de células, o mesoderma. A presença de simetria bilateral define um polo anterior, no qual as células nervosas e os órgãos dos sentidos começam a se concentrar para formar uma cabeça primitiva.

A partir dos anelídeos surge o celoma, uma cavidade cheia de líquido na qual podem situar-se vários órgãos. Também aparece a segmentação, ou seja, seu corpo é formado por uma série de módulos com uma estrutura similar que se repete.

Os artrópodes desenvolvem um esqueleto articulado externo, uma carapaça que recobre todo o corpo e seus numerosos apêndices, com os quais se tomam mais eficientes para o deslocamento. Os insetos foram os primeiros animais que conquistaram plenamente o meio terrestre. Além disso, influenciaram na evolução das plantas com flores, pois muitos deles participam na polinização.

Os vertebrados, por sua vez, também desenvolvem um esqueleto articulado, ainda que, nesse caso, seja interno.

- Anúncio -