Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

Em 15 de junho é comemorado o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra o Idoso, data instituída no calendário em 2006, quando foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de conscientizar socialmente e politicamente o público sobre a violência contra a pessoa idosa. Por sua vez, a Secretaria Municipal da Assistência e Desenvolvimento Social (Semads), em conjunto com os Centros de Referência e Assistência Social (CRAS I, II, III e IV) desenvolve projeto este mês para prevenção e combate a este tipo de violência.

O tema está sendo trabalhado pela psicóloga Beatriz Tonini em todas as unidades do CRAS, com grupos de Orientação Familiar, de Idosos, de Ação Jovem, de Renda Mínima e de Renda Cidadã. O A proposta é abordar a importância da prevenção, as formas de se identificar possíveis agressões e os meios para se realizar uma denúncia. No CRAS III o alvo é o grupo de jovens, no CRAS IV os jovens e famílias, e no CRAS II, as famílias.

Denúncia
O Brasil não possui um canal de denúncias específico para os casos de violência contra o idoso. Contudo, uma empresa de telefonia disponibiliza o “Disque Denúncias 181”, que atende esse tipo de ocorrência garantindo sigilo absoluto. O denunciante ainda pode acompanhar os desdobramentos da queixa a partir de um login cedido após formalização da mesma. As ligações são gratuitas e o serviço funciona todos os dias em qualquer horário.

Municípios que dispõem do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) também recebem denúncias e auxiliam familiares e idosos nos mais diversos casos. O Conselho do Idoso, o Ministério Público ou as delegacias de polícia também são órgãos responsáveis por desencadear as medidas protetivas e de responsabilização à pessoa idosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.