No dia 20 de julho de 1969 o homem pisou pela primeira vez na Lua. Naquele domingo o comandante Neil Armstrong, de 38 anos, um tímido ex-piloto de testes de aviões americanos, escorregou na escada da pequena nave com a qual pousou na superfície lunar e por pouco não imprimiu ali a mão antes do pé.

E daí surgiu aquela clássica frase de Armstrong:

“É um pequeno passo para um homem, um grande salto para a Humanidade”
– Neil Armstrong

Entre 1957 e 1975, a rivalidade entre os Estados Unidos e a União Soviética durante a Guerra Fria focou-se em atingir pioneirismos na exploração do espaço, que eram vistos como necessários para a segurança nacional e símbolos da superioridade tecnológica e ideológica de cada país. A Corrida Espacial envolveu esforços no lançamento de satélites artificiais, viagens tripuladas à Lua, entre outros.

Muito se especulou esse período e até hoje novas informações surgem. Em 2012, por exemplo, foi divulgadoque os EUA planejavam detonar bomba atômica na Lua durante a Guerra Fria, como uma demonstração de força para a extinta União Soviética.

Independente das razões, a incrível primeira viagem do homem à Lua representa, acima de tudo, o triunfo da vontade humana.