- Anúncio -

Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas

Em 1987 a Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu o dia 26 de junho como o Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas. Esta data foi criada para conscientizar a população global sobre essa temática,  enfatizando a necessidade de combater os problemas sociais criados pelas drogas ilícitas, além de planejar ações de combate à dependência química e o tráfico de drogas.

Atualmente o uso e abuso de álcool e outras drogas constituem um dos mais importantes problemas de saúde pública no mundo, considerando-se a magnitude e a diversidade de aspectos envolvidos. De acordo com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), “todo ano 210 milhões de pessoas usem drogas ilícitas no mundo, das quais quase 200 mil morrem anualmente. O uso e o tráfico de drogas constituem ameaças não somente para a saúde, mas também para a estabilidade global e o desenvolvimento socioeconômico”.

Segundo os dados fornecidos pelo Ministério Público de São Paulo no relatório “Cômputo do Estado de São Paulo”, dentre os delitos denunciados pela instituição, no período de 2004 a 2009, o crime de tráfico de drogas foi o que apresentou o maior crescimento. No ano de 2004 foram denunciados 11.123 casos de tráfico de entorpecentes. Já em 2009, 20.976 denúncias foram registradas, representando um crescimento de 88,6% em seis anos.

Estes dados, atuais e preocupantes, nos apontam que há grande necessidade de se fazer trabalhos preventivos, por isso, o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) há muito tempo tem estado à frente de campanhas para conscientizar as pessoas sobre os perigos de drogas tradicionais, como cannabis, heroína, cocaína e substâncias do tipo anfetamínico.

- Anúncio -

O Centro de Estudos e Pesquisas sobre Álcool e outras Drogas (CEPAD), tendo como um dos objetivos se ocupar dos diversos aspectos relacionados ao uso e abuso de álcool e outras drogas, apoia e fortalece essa campanha, realizando ações educativas com panfletagens e abordagens junto aos usuários do Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes – Hucam, além de atividades internas de prevenção. O objetivo destas ações é atingir a comunidade universitária e em geral, no intuito de alertar sobre a temática em questão.

 

- Anúncio -